Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



02
Ago17

Capítulo 31

por Pedro Rodrigues

2.ª Feira, 30 de Agosto de 1993.

À medida que se aproximava a data em que Luís regressaria a Lisboa, este e Sílvia estavam cada vez mais tristes. Na véspera da partida de Luís, nem este, nem Sílvia saíram de casa. Passaram o tempo quase todo a namorar. Quando paravam um pouco, conversavam sobre tudo o que de bom fizeram em quase um ano de namoro.

- Lembras-te de quando estávamos em Tomar, naquele jardim ao pé do rio Nabão, o que tu me disseste?

- Como se fosse hoje... para não te preocupares com o dia em que nos teríamos de separar, pois ainda faltava muito tempo...

- As férias da Páscoa, o terceiro período escolar e os dois meses de férias aqui em Paris.

- Passou tudo tão rápido! Nem acredito que chegou a hora do meu regresso a Lisboa...

- Não digas isso, Luís. Vamos aproveitar, ao máximo, os minutos que nos restam - disse Sílvia beijando Luís. - Eu amo-te, meu príncipe...

- Também te amo muito, minha princesa. Sou assim maluquinho por ti!

 

No dia seguinte, eram sete horas da manhã quando o despertador tocou, avisando Luís que chegara a hora do regresso a Lisboa. Este levantou-se, vestiu o pijama e enfiou-se na casa de banho. Depois de se lavar e vestir foi tomar o pequeno-almoço. Sentado à mesa estava já Álvaro.

- Então Luís, preparado para a viagem de regresso?

- Que remédio, senhor Álvaro! Por muito que me custe abandonar a Sílvia...

- Não te preocupes! Prometo-te que ela irá passar o período entre o Natal e os Reis contigo, lá em Lisboa.

- A sério?!

- Se for vontade dela... mas, por favor, não lhe digas nada. Quero fazer-lhe uma surpresa...

- Pode estar descansado... e hoje, a Sílvia vem connosco ao aeroporto?

- Isso não te garanto! Ela não gosta nada de despedidas...

Após o pequeno-almoço, Luís foi ao quarto de Sílvia. Encostou-se à porta e, não ouvindo nada, bateu ao de leve.

- Entra...

Luís abriu a porta e encontrou Sílvia de pé, já vestida, olhando pela janela.

- Não vais comer nada antes de irmos para o aeroporto?

- Não tenho fome...

- Mas... vais connosco, não vais?

- Perdoa-me Luís, mas prefiro fazer as despedidas já por aqui. A que horas é o avião?

- Daqui a pouco mais de três horas. Tens mesmo a certeza de que não queres vir?

- Tenho... espero que não fiques zangado comigo, mas...

- Não digas mais nada! - disse Luís abraçando e beijando Sílvia.

- Oh Luís, eu amo-te tanto! Vai custar-me tanto esta separação...

- E a mim, e a mim...

No meio de mais um beijo foram interrompidos por Álvaro.

- Desculpem lá, mas temos de ir embora... Luís, olha que o avião não espera...

- Vou já, senhor Álvaro!

Luís e Sílvia abraçaram-se uma última vez. Depois de mais um beijo, Sílvia disse:

- Faz boa viagem!

- Seria muito melhor se tivesse a tua companhia...

- Logo telefono-te...

- Nada disso... quando chegar, a primeira coisa que farei é ligar para cá.

- Quando é que nos vemos agora?

- Mais depressa do que tu possas imaginar... adeus! - disse Luís abraçando-a uma última vez. - Porta-te bem!

- Manda cumprimentos meus lá à malta...

- Serão entregues!

Após mais um beijo, Luís virou as costas a Sílvia e saiu. Foi ao seu quarto buscar as malas e saiu na companhia de Álvaro, que o levaria ao aeroporto. Assim que Luís saiu, Sílvia deitou-se na cama, mais triste do que nunca, e chorando com quantas forças tinha. Assim que Catarina se apercebeu que a filha estava a chorar, foi ter com ela ao quarto. Sentou-se na cama e abraçou a filha.

- Oh mãe, porque é que a vida tem de ser tão injusta? Porque é que tenho de estar tão longe do Luís?

- Filha, se tu o amas, e se ele te ama, nada terás a temer. E, por outro lado, se o vosso destino é mesmo ficarem juntos, nada poderá impedir isso!

- Mas... e se assim não for?

- Filha, isso só Deus é que sabe mas, estou certa de que está nas vossas mãos manterem este namoro à distância.

Mais confiante, Sílvia foi até à cozinha tomar o pequeno-almoço.

 

CONTINUA...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ