Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



21
Jul17

Capítulo 5

por Pedro Rodrigues

O "furo" de duas horas confirmou-se e Luís, na companhia de Rui, Mário, João, Carlos e Manuel elaboraram um programa para aquele tempo livre: um pequeno passeio até à Baixa. Para não irem sozinhos convidaram a Sílvia, a Carla, a Luísa e a Filipa. O tempo estava convidativo, com sol mas sem o calor excessivo do Verão que estava prestes a despedir-se. Atravessaram a Praça José Fontana até Picoas, onde apanharam o Metro até ao Rossio. Chegados aqui embrenharam-se pelas ruas da Baixa, onde se sentaram a conversar e a descansar numa das muitas esplanadas da Rua Augusta. Depois de pedirem uns sumos, umas cervejas e umas sandes, Sílvia perguntou a Luís.

- Tu, com 17 anos, já chumbaste duas vezes...

- Três! Já faço 18 para o mês que vem.

- Com que então três chumbos!

- Pois é, Rui... falta de estudo e, sobretudo, muita brincadeira custaram-me três anos em vão.

- Moraste sempre em Ovar?

- Eu não morava propriamente em Ovar. A minha casa está numa pequena aldeia a cerca de 10 quilómetros da cidade.

- E gostas daquilo lá?

- Adoro!

- Então porque é que vieste morar para Lisboa?

- Por dois motivos, Sílvia. Primeiro, e é este o mais importante, para esquecer a minha ex-namorada... e depois porque aqui estou muito mais perto da escola.

- Onde é que moras?

- Avenida Praia da Vitória, mesmo ao lado do Saldanha.

A conversa foi interrompida pelo empregado de mesa que lhes veio trazer o lanche.

- Aqui têm o que me pediram...

- Muito obrigado! - agradeceu Mário.

- Muito bem! Então vieste para cá para esqueceres a...

- Teresa.

- E achas que, vindo para Lisboa, vais conseguir esquecê-la? - perguntou Sílvia.

- A minha intenção é essa mas, sinceramente, não sei se conseguirei.

- Não é melhor mudarmos de assunto? Já estás a pôr o rapaz triste...

- Para lá dos estudos, o que é que fazias lá em Ovar?

- Ia ao cinema, passeava com a Teresa...

- Pois, já percebi. Não estamos a acertar uma!

- Pessoal, a conversa está muito boa, mas a nossa hora está a chegar! - disse Rui, chamando o empregado de mesa.

- Quem é que paga isto?

- Eu pago a minha despesa e a da Luísa - disse Rui.

- Ai é?! Então, pago a minha e a da Filipa - ofereceu-se João.

- E eu, a minha e a da Carla - disse Mário.

- Sendo assim, pago a minha e a da Sílvia...

Depois de tudo pago, o grupo de amigos dirigiu-se para o Metro, que os transportou até Picoas, pertíssimo do Liceu Camões.

 

No fim do primeiro dia de aulas, Luís despediu-se dos seus novos amigos com o coração cheio de alegria. Chegara ali sem conhecer absolutamente ninguém e, ao fim de umas horas, parecia que já estava naquela turma há "séculos". Ao virar costas ao grupo, Sílvia correu para Luís.

- Esqueci-me de te agradecer uma coisa.

- O quê?!

- Por me teres pago o lanche esta tarde...

- Oh Sílvia, esquece isso!

- És um amor, Luís! Bom... agora tenho mesmo que ir embora. Até amanhã!

- Adeus!

 

CONTINUA...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ